[huge_it_slider id="4"]

Para Kalil, este é o primeiro passo para acabar com a matança no Anel Rodoviário

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, anunciou, nesta segunda-feira, 20/11, novas medidas com o objetivo de reduzir acidentes no Anel Rodoviário de Belo Horizonte, como a restrição do trânsito de veículos pesados em determinados trechos e em horários preestabelecidos. As ações foram definidas depois de reunião com a participação do presidente da BHTrans, Célio Bouzada, e representantes da Concessionária BR-040 S.A. (Via 040), da Polícia Rodoviária Federal, da Polícia Militar Rodoviária e da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT).

De acordo com o prefeito, essa foi uma das reuniões mais importantes dos primeiros onze meses de mandato. “É um primeiro passo para acabar com a matança no Anel Rodoviário. Estou muito feliz pela iniciativa da ANTT, da concessionária VIA040, da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Militar Rodoviária, que se sensibilizaram sobre o tema. Depois de anos e anos de descaso e desprezo, esse pessoal sabe da importância de estarmos engajados para resolver o problema”, afirmou.

O prefeito explicou que os técnicos determinarão as primeiras medidas emergenciais para que a situação do Anel Rodoviário comece a ser resolvida. Já a partir da próxima quarta-feira, dia 22, um grupo de trabalho vai começar a estudar os melhores horários para a restrição do trânsito desses veículos, informou, especialmente em trechos considerados mais perigosos, como o que se localiza entre os bairros Olhos D’água e Cidade Industrial. Também será estudada a construção de áreas de escape ao longo do Anel.

De acordo com o tenente da Polícia Militar Rodoviária, Pedro Henrique Barreiros, o grupo de trabalho vai levantar os horários e trechos com maior incidência de acidentes no Anel Rodoviário para definir a melhor forma de operacionalização das medidas.