[huge_it_slider id="4"]
O Sempre Um Papo recebe o filósofo Mario Sergio Cortella e o comunicador Marcelo Tas para o lançamento do livro “Basta de cidadania obscena!” (Papirus 7 Mares). Na obra, os autores conversam sobre o avesso da cidadania, que passa ao largo da ética, e avaliam o papel de cada um de nós na recusa ao obsceno.
Eles buscam responder a questão: quando o exercício dos direitos e deveres de um cidadão para com outro não acontece como deveria, o que é possível fazer? Entre outras questões, os autores discutem o politicamente correto – e incorreto – e como a comunicação pode e deve ser usada a serviço da boa cidadania. Eles avaliam o papel social dos formadores de opinião nesse cenário, especialmente em nossa era digital, e questionam até que ponto o virtual favorece uma participação cidadã mais ativa.
O evento será no dia 3 de maio de 2017, quarta-feira, às 19h30, no grande Teatro do Palácio das Artes – Av. Afonso Pena, 1537, Centro, BH. Entrada gratuita, mediante a doação de um livro literário novo ou usado. A troca dos ingressos será no dia 2/5, entre 10h e 18h, no Palácio das Artes. Os livros serão destinados ao projeto “Segunda Chance – Rodas de Leitura”, do Servas – MG.
Segundo Cortella, a cidadania se mostra obscena às vezes porque vitimiza as pessoas. Em seu entender, “a percepção daqueles que são vitimados no cotidiano por uma organização social, pelo modo como estruturamos a convivência, pelos nossos valores pressupõe autoria. Isto é, se há vítima, há réu”.
E Tas completa: “Existe uma parte da sociedade que, mesmo afirmando prezar a cidadania, dilui esse conceito ao dizer que a corrupção está em cada brasileiro que não atravessa a rua na faixa de pedestres, no motorista que não respeita o sinal de trânsito e assim em diante”. E reclama: “A sociedade parece não querer encarar o lado obsceno da cidadania ao não apontar os autores”.
Mario Sergio Cortella é filósofo e escritor, tem mestrado e doutorado em Educação pela PUC-SP, onde atuou como professor titular por 35 anos (1977-2012). É professor convidado da Fundação Dom Cabral (desde 1997) e lecionou na GVpec da FGV-SP (1998/2010). Foi secretário municipal de Educação de São Paulo (1991-1992), tendo antes sido assessor especial e chefe de gabinete do Prof. Paulo Freire. É autor de diversos livros nas áreas de educação, filosofia, teologia e motivação e carreira.
Marcelo Tas é jornalista e comunicador de TV, com vários prêmios no Brasil e no exterior. Entre suas obras, destacam-se o repórter ficcional Ernesto Varela e a série infantil Rá-Tim-Bum (TV Cultura). Também participou da criação do Programa Legal e do Telecurso (TV Globo). Atualmente, apresenta o Papo de Segunda, no GNT.
Sempre Um Papo com Mario Sergio Cortella e Marcelo Tas
Data: 3 de maio de 2017, quarta-feira, às 19h30, no grande Teatro do Palácio das Artes –
Av. Afonso Pena, 1537, Centro, BH
Troca de ingressos no dia 2/5, de 10h às 18h, no Palácio das Artes. 1 ingresso por pessoa mediante a doação de um livro literário novo ou usado. Os livros serão destinados ao projeto “Segunda Chance – Rodas de Leitura”, do Servas – MG. 
Informações: 31 32611501 / www.sempreumpapo.com.br
Com informações  Revista de Cultura