[huge_it_slider id="4"]

O desligamento do sinal analógico da televisão em Belo Horizonte e outras 38 cidades Região Metropolitana está previsto para o dia 27 de julho de 2017. Não é cogitada a possibilidade de adiamento. Por isso, a Associação Mineira de Rádio e Televisão (AMIRT) juntamente com a Associação de Emissoras de Rádio e TV (ABERT), a Seja Digital (empresa responsável pelo desligamento da televisão analógica em todo o Brasil) e o Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão de Minas Gerais (SERTMG) lançam no Salão Nobre da Prefeitura da capital mineira (av. Afonso Pena, 1212, no Centro), na quinta-feira (06/04), às 10h, a Campanha de Desligamento do sinal da TV analógica em Belo Horizonte e Região Metropolitana.

Participam do lançamento da campanha o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, o presidente da AMIRT, Mayrinck Júnior, o presidente da ABERT, Paulo Tonet, e o presidente do Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão de Minas Gerais (SERTMG), Francisco Bessa.

As emissoras de TV analógicas devem estar atentas às inserções com as informações sobre o desligamento do sinal analógico, previstas na Portaria 378/2016 do MCTIC. Elas já estão veiculando alertas, tarjas e cartelas na programação.

Quem assiste TV aberta deve ficar atento

A partir do dia 12 de maio de 2017, quem assiste à TV aberta com sinal analógico vai perceber uma mudança: é a intensificação da campanha de comunicação para o desligamento desse sinal, que vai acontecer em 27 de julho de 2017.

O desligamento do sinal analógico segue um cronograma definido pelo governo federal e pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Inicialmente, serão 39 municípios mineiros.

Quem mora nessas cidades e ainda assiste com o sinal analógico, já está percebendo uma mudança. Está aparecendo um A, indicando que o sinal é analógico, no canto direito superior da tela. Isso é um alerta para avisar que este aparelho está com o sinal analógico e precisa ser trocado.

A boa notícia é que ninguém precisa esperar até 27 de julho pra mudar para o sinal digital, que deixa a imagem muito melhor. A TV digital já está disponível em Belo Horizonte e na grande maioria das demais cidades que fazem parte dessa primeira fase do desligamento. Ela tem alta qualidade de som e uma imagem perfeita, sem interferências.

Você sabe por quê? É que o sinal digital não perde a qualidade durante a transmissão. Por isso, não tem aqueles fantasmas, chuviscos ou ruídos, tão comuns no sinal analógico, que muita gente até já se acostumou. Mas assim que você mudar para o digital, nunca mais vai querer voltar. E o melhor: é aberto, sem mensalidade, é HDTV de graça na sua casa.

Outra coisa boa: é possível sintonizar a TV digital em qualquer tipo de TV. Para pegar bem o sinal, é preciso instalar um conversor e uma antena externa. As TVs de tela fina, mais modernas, já tem um conversor integrado. Nessas, basta conectar a antena externa na TV e sintonizar os canais digitais com uma busca automática.

Mas nem toda TV tela fina é digital. Algumas fabricadas antes de 2012 vão também precisar do conversor, que é conectado na TV pra sintonizar os canais.

As TVs de tubo, mais antigas, também vão precisar de um conversor. Será preciso ligar a antena externa no conversor, plugar o conversor na TV, fazer a busca e assistir à programação da TV digital com melhor imagem e melhor som.

Mas e quem não puder comprar uma TV nova de tela fina ou um conversor? É triste, mas é verdade, vai ficar sem ver TV.

Mas calma, o Governo vai distribuir gratuitamente para 422 mil famílias kits contendo: conversor, antena, cabos e conectores. Essas famílias devem fazer parte de algum programa social, como Luz para Todos, Minha Casa Minha Vida, Pronatec, e Bolsa Família.

Para saber quem pode participar desses programas e tem direito de receber o kit gratuitamente disque para 147 ou acesse www.sejadigital.com.br.

A partir do dia 12 de maio, todos os dias uma nova reportagem sobre a TV Digital será exibida na sua TV.