O grupo Oxente Uai comemora cinco anos de carreira no dia 17 de dezembro, às 16 horas, no Memorial Minas Gerais Vale.

O show terá as participações especiais do violonista Gilvan de Oliveira e do cantor e também violonista Emílio Victtor. O grupo recebe, ainda, sua madrinha e amiga Fernanda Gonzaga, cantora, musicista, filha de Gonzaguinha e neta do Rei do Baião. Junto com o grupo ela dirigiu o CD “Feito Passarim” e participou da gravação de várias músicas.

O Oxente Uai cria uma sonoridade própria e experimental, misturando acordeom, violoncelo, violão, cavaquinho e viola de arco nas releituras. O repertório traz canções do primeiro espetáculo Eles Passarão, Eu Passarim (2013), com compositores consagrados da MPB, como Luiz Gonzaga, Dominguinhos e Caetano Veloso, e da nova geração: Rodrigo Maranhão e Marcelo Camelo.

O outro momento do show fica por conta das músicas autorais presentes no CD Feito Passarim (2016). As canções detalham sentimentos comuns a todos, como o amor e a saudade, que transbordam delicadeza e suavidade. Feito Passarim é o primeiro álbum dos artistas e foi produzido a partir de financiamento coletivo. O grande sucesso da campanha, que ultrapassou a meta inicial em 59%, demonstra a visibilidade e o carinho que Oxente Uai recebe do público.

O grupo surgiu em 2011 a partir do encontro de dois mineiros e dois nordestinos. Desde então o Oxente Uai tem desenvolvido uma pesquisa sensível sobre a relação da música erudita de Minas Gerais com a música popular nordestina. O vocal principal fica por conta de Raísa Campos e o instrumental é composto por Victor Rodrigues (violão e cavaquinho), Gilmar Iria (viola e acordeom) e João Garcia (violoncelo).

 

OXENTE UAI – SHOW ESPECIAL DE CINCO ANOS

  • Convidados especiais: Fernanda Gonzaga, Gilvan de Oliveira e Emilio Victtor
  • 17 de dezembro – 16h
  • Entrada franca
  • Memorial Minas Gerais Vale (Praça da Liberdade, s/nº)
  • Informações: (31) 3308-4000