Cultura

Retoke se consolida no mercado de Belo Horizonte

2 Min leitura

A Retoke, projeto que inclui moda, artesanato e gastronomia idealizado por Marina Carneiro há mais de dois anos no Rio de Janeiro, chegou em Belo Horizonte em meados de 2015 com uma difícil missão: conquistar o público e os comerciantes mineiros, tidos como os mais “desconfiados” do país. Aos poucos, a marca foi se fortalecendo e se adequando às exigências e aos costumes do mercado local e conquistou seu espaço. Depois de três edições bem-sucedidas, mas que Marina preferiu chamar de “período de testes”, ocorridas em 2015, a feira estreou a temporada 2016 em grande estilo no último fim de semana, no mesmo ponto do ano passado: o tradicional Mercado Distrital do Cruzeiro.

 

Para a idealizadora, esta foi uma das edições mais desafiadoras do projeto. Apesar de a marca já ser conhecida do público mineiro, o momento instável pelo qual o país passa, deixou os expositores mais desconfiados que de costume. Será que valia a pena fazer investimentos nesse momento turbulento? Quem fez tais investimentos, não se arrependeu. A Retoke BH de abril foi um sucesso de público.

 

Com mais de 30 expositores credenciados, o evento ocorreu no sábado, 02 e no domingo, 03 de abril. Para as comerciantes Luiza Miranda e Mariana Marrara, responsáveis pela marca Voglia, de semi-joias, a edição atual foi a que mais vendeu. Elas fazem parte dos expositores da Retoke BH desde a primeira edição, ocorrida em agosto passado e se dizem satisfeitas com o resultado: “A Retoke já está sendo reconhecida em Belo Horizonte. Quando digo para minhas clientes que, no fim de semana estarei na Retoke, elas comentam: ‘com certeza iremos. Não perdemos uma edição do projeto’”; ressalta Luiza.

 

Para Fernanda Quinetti, responsável pela marca de lingerie Potti Romã, o crescimento da Retoke BH é notável. Esta foi a segunda vez em que ela participou e garantiu que as mudanças ocorridas entre a temporada 2015 e a atual foram positivas e ajudaram a agregar valor às marcas expostas.

 

Vinda do Rio de Janeiro, a marca Dixie, de roupas e acessórios, comandada por Poliana de Resende, teve um ótimo recebimento do público mineiro. A empresária contou que já participa da Retoke Rio (Lapa e Niterói) desde o começo do ano e quando viu a oportunidade de adentrar no mercado mineiro não pensou duas vezes. O resultado a surpreendeu: “adorei o clima, o recebimento do público, a organização do local e o próprio Mercado do Cruzeiro. O ambiente ficou propício para o conceito da Retoke”. Entusiasmada, ela disse que só não volta para a próxima edição, caso as datas coincidam com algum outro evento no Rio de Janeiro.

 

Um outro ponto positivo visto pelos empresários é a possibilidade do “intercâmbio” entre marcas das cidades em que a Retoke acontece. A exemplo do que ocorreu com a Dixie, expositores mineiros poderão levar suas marcas para o Rio de Janeiro e vice-versa. Para Marina Carneiro, essa é uma excelente oportunidade para troca de experiências e para ampliar a visibilidade das marcas.

A próxima edição da Retoke BH está marcada para os dias 30 de abril e 1º de maio e contará com uma programação especial para o Dia das Mães.

Relacionados
CulturaGeral

Canal "Crítica Musical" fala sobre os 34 anos de "Faith" do cantor "George Michael"

1 Min leitura
ASSISTA E SE INSCREVA NO CANAL: O ano de 1987 foi marcado pelo lançamento de grandes álbuns, como exemplo, do Aerosmith, Def…
CulturaGeral

Funkeiro mineiro DJ Wesley Gonzaga comemora mais de 18 milhões de views no YouTube

3 Min leitura
O artista, que teve seu trabalho revelado nacionalmente há pouco mais de três meses, após celebridades dançarem sua música no TikTok, celebra…
CulturaGeral

Bruno César & Luciano lançam "Cópia Falsificada" nesta sexta com a participação de sósia de Gusttavo Lima

4 Min leitura
Canção estará disponível nas plataformas digitais no dia 08 de janeiro; clipe traz a participação do comediante Áureo Deni, sucesso na internet…
Power your team with InHype

Add some text to explain benefits of subscripton on your services.