As possibilidades de utilização de novas tecnologias para melhorar a vida nas cidades foram tema do evento “Smart Mobility: Tendências, Soluções e Formas de Cooperação Brasil-Israel”, realizado nesta quinta-feira, dia 23, na Prefeitura de Belo Horizonte. Durante as apresentações, os representantes do governo israelense falaram sobre como o ambiente favorável ao empreendedorismo possibilitou o avanço de empresas no campo das tecnologias da informação e comunicação, mobilidade, água e combustíveis renováveis.

O diretor do Programa Nacional de Água e Energias Renováveis – Newtech do Ministério da Economia de Israel, Oded Distel, traçou um panorama sobre a economia de seu país, que tem na pesquisa e no desenvolvimento tecnológico uma das principais fontes de divisas. Como exemplo, ele citou várias start-ups israelenses que foram adquiridas por gigantes globais, como Waze, Otto, Cimagine e Mobileye, adquiridas pelo Google, Uber, Snapchat e Intel, respectivamente, por cifras bilionárias. “Vejo muitas possibilidades quando o poder público, as empresas e a academia se dispõem a discutir e encontrar formas de trabalharem juntas”, afirmou Distel.

O presidente da BHTrans, Célio Bouzada, falou sobre o Centro de Operações de Belo Horizonte (COP) e da experiência da capital mineira no uso da tecnologia para melhorar o transporte público, a segurança e a resiliência a catástrofes. Ele deu exemplos de áreas em que a cidade está buscando novas soluções, como no uso de sensores nas áreas de alagamento devido a chuvas. O secretário municipal de Meio Ambiente, Mário Werneck Neto, apresentou os programas que tornaram Belo Horizonte uma referência nacional em uso de energia renovável e controle de emissões de gases de efeito estufa. Por sua vez, o presidente da Prodabel, Leandro Moreira Garcia, expôs a situação do município em relação à integração de sistemas de videomonitoramento e inclusão digital.

Finalizando as exposições, o engenheiro Erlon Castro Rodrigues, da Fiat Chrysler, falou sobre o programa de cooperação entre a empresa e agências de Israel para pesquisa e desenvolvimento de veículos movidos a metanol, um combustível renovável. Ao encerrar o painel, o secretário municipal de Desenvolvimento, Daniel Nepomuceno, destacou: “Queremos encontrar maneiras de tornar a administração municipal mais ágil e eficiente, desburocratizar os processos e prestar melhores serviços para os cidadãos”.