• jornalista Geraldo Félix

Consumidores mineiros da Dadalto (DLD Comércio Varejista Ltda), rede de varejo com sede no Espírito Santo, foram surpreendidos com o fechamento das lojas no estado. Em Ipatinga, uma loja que funcionava dentro do Shopping Vale do Aço, teve as atividades encerradas recentemente. Em Belo Horizonte, no segundo andar do Minas Shopping, a loja também foi fechada.

A reportagem do Jornal Correio Eletrônico entrou em contato com a assessoria do Grupo Dadalto, dono das lojas. A empresa confirmou o encerramento das atividades no estado. O motivo seria uma opção do grupo em concentrar as atividades no Espírito Santo, o que “garante aos clientes o alto padrão de atendimento e qualidade”, afirmou o grupo.

Crise

Segundo especialistas, o Grupo Dadalto passa por uma crise desde o início de 2015. Em janeiro desse ano, a Justiça do Espírito Santo deferiu um pedido de recuperação judicial para as lojas Dadalto. A decisão foi assinada pela juíza Kelly Kiefer, da 13ª Vara Cível Especializada Empresarial, de Recuperação Judicial e Falência de Vitória-ES.

A empresa confirmou ter dívidas no valor de R$ 123 milhões, com cerca de mil credores, como Estado e União. Em impostos federais, de acordo com o documento assinado pela juíza, a empresa deve cerca de R$ 47 milhões. Já em estaduais, a dívida gira em torno dos R$ 8 milhões.

Dívidas trabalhistas

Além das empresas credoras, a Dadalto também tem dívidas com funcionários, entre verbas rescisórias e processos judiciais. Na página da Dadalto, no Facebook, há reclamações de funcionários que foram demitidos e que ainda não receberam.