[huge_it_slider id="4"]

Com mais de 7 mil unidades em operação ao redor do mundo, sendo que 124 são brasileiras, a franquia RE/MAX apresenta modelo de negócio possível com apenas
1 funcionário em escritório

Camila Bernardes – Diretora de
Expansão da RE/MAX Minas Gerais

 

O mercado de franquias faz sucesso e tem gerado bons lucros em todos os cantos do país. Esse é um posicionamento que já está consolidado entre os empreendedores brasileiros, e na contramão das incertezas políticas e financeiras do país, que reduziu drasticamente os postos de trabalho, começar sua própria empresa tem se mostrado um setor em plena expansão. O momento propõe o empreendedorismo por necessidade, que, somado ao natural desejo de independência profissional, resulta na concretização do negócio, e transforma as franquias em uma opção com muito mais chances de sucesso.

Porém, para evitar possíveis problemas iniciais que ocorrem uma empresa, como a aceitação do mercado ou o alto custo operacional, e não colocar o investimento em risco, mesmo no modelo de franchising é preciso estar atento às importantes metodologias de negócios. Procurar uma marca de credibilidade e confiança faz toda a diferença, mas o planejamento deve ir além. Para uma experiência bem-sucedida, antes da decisão de compra, é fundamental avaliar o perfil da empresa e principalmente se seus custos estão de acordo com a capacidade financeira do candidato a franqueado.

Pensando nisso, no momento econômico turbulento do país e nos altos índices de desemprego, a franquia imobiliária RE/MAX apresenta um modelo de negócio com o menor custo operacional possível, afim de facilitar a parte administrativa e deixar o negócio mais rentável. Na filosofia de gestão da empresa, é possível ter um escritório de sucesso com apenas 1 funcionário. “O conceito pode parecer novo para o mercado imobiliário, porque realmente é bem distinto do que vemos hoje no Brasil, onde as imobiliárias maiores, sendo elas franquias ou não, tem, normalmente, uma grade de funcionários relativamente grande. Mas, na RE/MAX, nós apostamos na valorização do corretor, então para que ele realmente colha todos os frutos do seu trabalho, trabalhamos de forma autônoma, assim, os nossos associados não são considerados funcionários, mas sim, donos de sua própria carreira”, explica Camila Bernardes, Diretora de Expansão da franquia para o estado de Minas Gerais.

A diretora afirma ainda que, por se tratar de um setor com alto apelo comercial, o baixo custo operacional da franquia, configura como ótima oportunidade para quem deseja empreender de forma rápida. “A RE/MAX pode ser uma solução para quem quer ter um bom negócio, com baixo investimento e retorno rápido, pois além da marca já apresentar um posicionamento forte de mercado com inúmeras vantagens, ela consegue oferecer aos franqueados, um modelo de negócio simples, com custos acessíveis e resultados positivos. Além, é claro, de garantir todo o suporte necessário de operação da unidade e preparação dos associados”, complementa Camila.

Na franquia, o custo de funcionário é apenas com um Coordenador do escritório, esse profissional – que acaba por ser o braço direito do franqueado, fica responsável por suprir a demanda diária dos Corretores Associados, programar as reuniões e treinamentos internos e administrar as ligações recebidas, bem como da recepção de eventuais clientes que chegam à unidade sem antes passar por um Corretor Associado, o que é bem diferente do mercado tradicional, já que na RE/MAX, o cliente que quer comprar ou vender um imóvel não vai à imobiliária, ele já tem o seu Corretor de confiança. Aos demais corretores, que são associados, a empresa oferece todo suporte comercial, operacional, de formação e treinamentos para que o modelo de gestão e a filosofia de trabalho da franquia atinja o máximo de seu desempenho.

Além do custo reduzido e suporte, a RE/MAX é destaque na franchising por apresentar ao empreendedor outros benefícios como: a consultoria empresarial até o momento de abertura da unidade; a disponibilização de material operacional da franquia, com cursos em Universidade própria, que garantem a formação necessária de seus profissionais; a possibilidade de iniciar a unidade em um espaço pequeno e com apenas 1 funcionário; e o bom potencial de retorno e lucratividade.

O modelo de microfranquia da RE/MAX, disponível para atender cidades menores como, municípios de até 50 mil habitantes, e em alguns casos, com até 100 mil habitantes, o valor do investimento na taxa da franquia tem variação entre R$25 e 29 mil reais, sendo assim, o investimento total inicial para abrir um escritório fica entre R$65 a R$90 mil. Em Minas Gerais, atualmente totalizam-se 15 unidades da franquia, espalhadas em 7 cidades do estado. No Brasil, esse número sobe para 126, e todas pertencentes ao crescente time internacional da RE/MAX, que somam mais de 7,5 mil unidades ao redor do planeta.

 

Conheça a RE/MAX

A RE/MAX é a maior marca de franquias imobiliárias em número de transações do mundo, com mais de 7,5 mil unidades e mais de 116 mil corretores associados ao redor do globo. A companhia abriu o seu capital na Bolsa de Nova York (EUA) em setembro de 2012 e vivencia uma excelente fase de franca expansão.

O direcionamento da RE/MAX está presente no lema: “todos ganham”, uma máxima que tem permitido a sua liderança, conquista e reconhecimento do mercado. Com esse conceito, a RE/MAX revolucionou o mercado imobiliário. Este sistema permite recrutar e reter os melhores profissionais do mercado, ter equipes motivadas e produtivas, diminuir a rotatividade dos corretores e prestar o melhor serviço aos clientes.

Mais informações sobre a franquia em Minas: www.remax.com.br/mg

Informações para imprensa – RE/MAX Minas Gerais: