As ações são uma parte do capital de uma empresa ou seja, um pequeno pedaço. Ao realizar a compra de uma ação da companhia, por exemplo, Petrobras, você passar a ser tornar sócio nela, e em algumas você pode partir do conselho deliberativo.

Existem dois tipos de ações:

As ações Ordinária (ON) você poder da voto em assembleia sobre definições da empresa. Já nas ações Preferencial (PN) não é possível direito o voto, mas preferência no recebimento de dividendos.

Ao comprar uma ação de um companhia, você se tornar acionista, e assim passar a receber os lucros, que podem ser realizados mensalmente ou outras trimestralmente.

O bônus concedido ao faturamento nem sempre é igual aos dados obtidos pela pessoa que possui a fatura. Nesses casos, as ações preferenciais recebem um valor maior. Além disso, é mais fácil comprar e vender PN. No entanto, algumas empresas oferecem apenas ações ordinárias registradas.

Como investir em ações?

As ações são comercializadas na Bolsa de Valores, sendo que no Brasil, ocorre a negociação de ações na B3 que é a junção das empresas BM&F Bovespa e Cetip – quinta maior bolsa de negócios de capitais e financeiro do mundo em 2017.

As negociações ocorrem através das corretoras habilitadas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), no qual podem ser empresas ou bancos, e estão disponíveis nos sites da CVM ou da Bolsa (B3).

O começo para a compras e vendas das ações se dá com um credenciamento na corretora com os dados pessoais entre eles o nome completo, endereço, RG, CPF e comprovante de residência. Com isso, é aberto uma conta de investidor na Bolsa de Valores e cada corretora determina um deposito minimo de investimento.

Com o iqoption deposito minimo é de apenas USD 10, ou seja, o menor valor entre todos os corretores de opções binárias.

Como comprar ações

Existem três tipos de maneiras de comprar ações:

1) Fundos de Investimento

O fundo é como um apartamento. Cada um de seus investidores possui uma cota, que corresponde a uma parte da participação total do fundo.

Cada fundo possui seus próprios regulamentos, que informam suas regras e o grau de risco do investimento.

Cada fundo deve ter um gerente certificado pela CVM, responsável pela coordenação da negociação de ações. Portanto, quando uma pessoa ingressa no fundo, ela deve cumprir as políticas de investimento estipuladas em seu estatuto.

2) Clubes de Investimento

A natureza do clube não é tão boa quanto o fundo. Um grupo de amigos ou familiares pode formar um clube, que pode ser aberto por pelo menos três pessoas e pode acomodar até 50 pessoas.

Diversamente dos fundos, eles não precisam de gerentes certificados pela CVM, mas de representantes que emitem ordens para comprar e vender ações para corretores.

De modo, caso as pessoas que compõem o clube têm mais liberdade para decidir quanto dinheiro investir e onde investir.

3) Individualmente

Nesse caso, a pessoa controla os pedidos de compra e venda de seu estoque.

Como escolher as ações a serem adquiridas, você pode contar com os observadores da corretora, que responderão perguntas e ajudarão a determinar quais são os ótimos investimentos no momento.

Os investidores podem monitorar suas próprias contas, ter acesso aos custos operacionais e comprar e vender ações pela Internet (exceto para fundos comprados e vendidos pelos gerentes de fundos). Mas, neste caso, ele pode comprar a cota do fundo nas mãos de muitos corretores.

É conhecido Home Broker, e podem está acedido pelo o sitio do empresa que fornece esse conexão. A lista desses instituições pode ser localizadas no site da Bolsa de Valores.

Saiba mais sobre investimentos na Bolsa de Valores em https://www.investirnabolsa.com