Comércios de BH estão dividindo
os preços em 
até 10 vezes

?

As lojas do Centro estão cheias, mas as vendas ainda estão em baixa
(Foto: Felipe de Jesus)

*Jornalista: Felipe de Jesus
*Especial Páscoa 2016 (vendas)*
*Editor e repórter esteve no ‘Centro de Belo Horizonte’ no dia 16 de março de 2016*

Mesmo sendo ainda a segunda semana de março, várias lojas de Belo Horizonte já enfeitaram seus espaços com os tradicionais “Ovos de Páscoa”. Isso mesmo, faltando 20 dias para o “Domingo de Páscoa“, as lojas já estão fazendo promoções para vender ao máximo seus estoques de chocolate e barras, que nesse ano tiveram aumento de preço de 13,8%. Com isso, o comércio varejista deve ter uma queda de 3,4% no volume vendido em relação a 2015, de acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). A entidade espera que mesmo assim, a “Páscoa” que para muitos consumidores será bem ‘salgada’, movimente R$ 2,8 bilhões em 2016.

Estive no Centro de Belo Horizonte recentemente e pude perceber que os comércios estão a todo vapor e os clientes pechinchando ao máximo para poder levar para casa mais chocolates. Tanto nas Lojas Americanas, Cacau Show e Brasil Cacau (lojas tradicionais) quanto nos comércios de shoppings, o que mais ouvi dos clientes que passavam era: “Como os Ovos de Páscoa ficaram caros de alguns anos para cá, se não derem desconto vai ficar difícil comprar” e isso se comprova na pesquisa divulgada pela CNC. De acordo com a entidade, a Páscoa de 2016 deve ser a mais cara dos últimos 13 anos. Prova disso, é que em 2003, o aumento nos produtos foi de 26% em relação ao ano anterior.

Outros produtos ))

Além do chocolate que alegra o domingo de Páscoa, outros itens que compõe a mesa de almoço (de acordo com dados publicados no Jornal Estado de Minas no dia 7 de março de 2016) aumentaram de preço. Veja abaixo a lista: Pescados (+11,3%), chocolate (+13,3%) e azeites (+28,3%). Além da alta de preços nas lojas de rua e shoppings, uma pesquisa divulgada pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras) revelou que 41,9% dos supermercadistas do país esperam vendas da Páscoa estáveis e 39,5% acreditam em queda em relação à mesma temporada de 2015. Apenas 18,6% dos empresários do setor esperam uma melhora no desempenho para o período.”A Páscoa sempre é muito aguardada pelo setor, mas entendemos que o atual momento econômico vem refletindo na expectativa dos supermercadistas”, comentou o presidente da Abras, Sussumo Honda. A pesquisa também apontou ainda que as redes varejistas apostaram em produtos de menor valor agregado para a Páscoa neste ano, como caixas de bombons e chocolates em barra. A categoria de Ovos de Páscoa teve queda de 7% nas encomendas dos supermercadistas, segundo a Abras.

20160311_142859

A categoria de Ovos de Páscoa teve queda de 7% nas
encomendas dos supermercadistas
(Foto: Felipe de Jesus)

A palavra de ordem com certeza  é pesquisa, por isso, procure ao máximo antes de se endividar com a compra de chocolates. Caso não possa comprar ovos de chocolate, já que os preços aumentaram demais, seja criativo e monte sua própria cesta ou caixa de guloseimas para presentear. Isso também é viável e pode agradar do mesmo jeito. Crianças adoram novidades, tenha certeza disso.

*Com informações do Jornal Estado de Minas e do Portal G1*