Atlético e América fizeram a final do Campeonato Mineiro de 2016 e a equipe de Givanildo Oliveira acabou levando a taça. Com a vitória no jogo da ida por 2 a 1, o Coelho jogava por um empate na partida decisiva. Em um jogo muito emocionante, o América saiu atrás e esteve perto de perder a taça, mas Danilo, o jogador da final, com três gols em dois jogos, marcou o gol que valeu o empate e o título.

Os gols da partida foram marcados por Clayton, aos 12 minutos do segundo tempo, e Danilo, aos 37, também da etapa final. Desta forma, o estado de Minas Gerais volta a ter o América campeão depois de 11 anos.

Antes da partida, Aguirre surpreendeu na escalação atleticana, colocando o lateral Marcos Rocha no meio do campo e deixando o time titular sem um armador de ofício. Robinho e Leandro Donizete ficaram no banco de reservas, enquanto o capitão Leonardo Silva sequer foi relacionado, por causa do desgaste muscular.

O jogo

O panorama do primeiro tempo foi um só. Melhor em campo, o Atlético começou pressionando, enquanto o América tentava marcar a saída de bola à espera do erro para engatilhar o contra-ataque. Em um deles, Victor Rangel invadiu a área e assustou a torcida alvinegra. Mas o Galo continuou melhor e ainda antes dos 15 minutos forçou o goleiro João Ricardo a operar dois pequenos milagres dentro da área. Primeiro na finalização do zagueiro Erazo, depois cortando o cruzamento rasteiro de Marcos Rocha.

Depois de minutos muito favoráveis ao Atlético, o Coelho conseguiu deixar o nervosismo de lado e passou a ter mais segurança na defesa e qualidade para atacar. Em um lance que parecia perdido, Victor Rangel experimentou uma bicicleta fora da área e Victor fez uma belíssima defesa. Já próximo do intervalo, o atacante americano provocou a expulsão de Tiago, ao roubar a bola do zagueiro e só ser parado com falta do meio de campo.

Mesmo com um a menos, o Atlético voltou a todo vapor na última etapa. Com Robinho em campo, o Galo tirou o ¿uh¿ da torcida por duas vezes em cinco minutos, justamente em lances com o camisa 7. Mas aos 12 não teve jeito. O rei das pedaladas deixou Pratto na cara do gol. O goleiro João Ricardo até parou o centroavante, mas ofereceu o rebote para Clayton abrir o marcador: 1 a 0 para explodir o Mineirão.

O gol assustou o América, que sentiu claramente o baque e caiu na roda do Galo, mesmo com a vantagem numérica. A proposta de se fechar todo atrás já não era mais vantajosa, e o Coelho até demorou para voltar a atacar o gol de Victor. Aos 37 minutos, Alison recebeu o vermelho e deixou as duas equipes com 10 jogadores. Quando tudo parecia perdido, Borges fez o pivô dentro da área e Danilo (autor de dois gols na final) chutou no canto esquerdo e empatou. Nos cinco minutos finais, o Galo voltou a ser todo pressão e até criou chances para marcar, mas o Coelho conseguiu se segurar e ficou com o título. América campeão mineiro de 2016.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 1 X 1 AMÉRICA-MG

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 8 de maio de 2016 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA-GO)
Assistentes: Alexandre Rocha de Matos (FIFA-BA) e Carlos Berkenbrock (FIFA-SC)
Cartões amarelos: Tiago (Atlético-MG); Osman, Sueliton e Alison (América-MG)
Cartão vermelho: Tiago (Atlético-MG); Alison (América-MG)

GOLS
ATLÉTICO-MG:
Clayton aos 12 minutos do segundo tempo
AMÉRICA-MG: Danilo aos 38 minutos do segundo tempo

Atlético-MG: Victor; Carlos César (Edcarlos), Tiago, Erazo e Douglas Santos; Rafael Carioca, Júnior Urso, Marcos Rocha e Hyuri (Robinho); Carlos (Clayton) e Pratto
Técnico: Diego Aguirre

América-MG: João Ricardo; Artur (Jonas), Alison, Sueliton e Bryan; Leandro Guerreiro, Claudinei (Borges), Osman, Danilo e Rafael Bastos (Tiago Luís); Victor Rangel
Técnico: Givanildo Oliveira