[huge_it_slider id="4"]
‘As Voltas Que o Mundo Dá’ deixa claro que o grupo mantém acesa
a chama do Pop / Rock dos anos de 1980 e 1990;
Álbum foi produzido por ‘Liminha’, um dos maiores
nomes da música nacional
 

*Crítica Musical
*Jornalista (JP)
*Felipe de Jesus
*💿Avaliação do álbum: Quatro estrelas

*💿Avaliação máxima: Cinco estrelas

Quando assisti pela primeira vez o teaser da música “O Rio Sempre Beija o Mar”, no YouTube, vi que o Biquíni Cavadão ainda tinha sede de produzir novas músicas e o melhor, de trazer para seus fãs um novo álbum de estúdio após o ‘não muito conhecido’ Roda Gigante (2013), que para mim foi um dos melhores discos daquele ano. Com “As Voltas que o Mundo Dá” (2017) o grupo traz além de letras bem românticas, a participação de um dos maiores produtores da música nacional, Liminha. O produtor ficou conhecido no Pop / Rock e na MPB nos anos de 1980 por ter produzido os discos: “Luar” (Gilberto Gil, 1981), “Tempos Modernos”, “O Ritmo do Momento” e “Tudo Azul” (Trilogia de Lulu Santos de 1982 a 1984). Produziu também “Seu Espião” (Kid Abelha, 1984), “Selvagem?” (Paralamas do Sucesso, 1985), “Cabeça Dinossauro” (Titãs, 1986), “Marina Lima” (1990), “Chico Science & Nação Zumbi” (1994) entre outros nomes, além de ser desde 2015, Diretor Musical do Nivea Viva o Rock.

Novo disco (2017)
Músicas já ultrapassam 20 mil
visualizações no canal do Youtube
 
Já tinha gostado bastante da música O Rio Sempre Beija o Mar, que foi a primeira canção a ser lançada na internet e nas rádios, mas, após ouvir o álbum (físico) faixa a faixa, percebi que o novo disco do Biquíni Cavadão traz canções interessantes e muito bem produzidas como Soltos Pelo Ar; Arco Íris; Como Te Conheci; Descobrimento; Nossa Diferença de Idade e a mais pesada e talvez mais Rock And Roll do álbum, a canção Coragem, música que tem uma letra bem forte e para cima e que por um leve segundo, me lembrou o som do grupo Titãs: “Coragem. A vida sempre está por um segundo”. As letras do novo disco são assinadas por Biquíni Cavadão em parceria com Dudy Cardoso; Izabela Brant, Theo Lustosa; Rodrigo Coura;  Simone Spire; Beth Hart e Eric Silver e foi gravado no conhecido estúdio Nas Nuvens, no Rio de Janeiro entre maio e agosto de 2016 e lançado oficialmente para o público esse ano. Algumas canções do novo disco já tiveram mais de 20 mil visualizações no Youtube. O vocal de Bruno Gouveia e os instrumentais dos demais integrantes: Carlos Coelho; Miguel Flores e Álvaro ‘Birita’ continuam os mesmos já conhecidos em discos de grande repercussão na carreira como: Descivilização (1991) que traz as marcantes: Impossível; Vento Ventania e Zé Ninguém / Biquíni.com.br (1999) que traz Janaína; Sabor do Sol; Goiatuba e Escuta Aqui (2000), que teve também alguns clipes bastante executados na MTV. Em As Voltas Que o Mundo Dá (2017), o grupo traz o entusiasmo dos shows ao vivo do Biquíni Cavadão, como exemplo, a apresentação calorosa que eles fizeram nesse ano em Belo Horizonte no KM de Vantagens Hall. A turnê do novo disco já passou por diversas cidades brasileiras e em todas, o grupo tem conseguido (mesmo em um período onde o sertanejo e o funk parecem ser os únicos gêneros musicais existentes no Brasil), levar diversos fãs para as arenas para curtir o bom e autêntico Pop / Rock brasileiro.

 O disco Biquini.com.br foi
um grande sucesso (1999)
Fórmula ))
Para os que ainda não ouviram o novo álbum, indico com toda certeza porque mesmo não sendo em minha opinião o melhor disco da banda, ele deixa uma certeza, de que os integrantes do Biquíni não perderam o que aprenderam nos anos de 1980, a cultivar cada vez mais novos seguidores através de suas letras e acima de tudo, da simpatia e paixão pela música. Avalio o disco com quatro estrelas porque em termos de letras e sonoridade, fico ainda com “Roda Gigante (2013)”, que mesmo não sendo tão conhecido pelos fãs, segue uma linha com letras cotidianas, um pouco diferente de “As Voltas que o Mundo Dá” que é regrado ao romantismo. Prova do romantismo do último disco pode ser visto também na letra de Para Sempre, Seu Maior Amor: “Seja tudo como for. Eu Quero para sempre ser, seu maior amor”, e na dedicatória que está no final do encarte do disco (físico) que os integrantes fazem para suas esposas. E você, o que achou do novo álbum do Biquíni Cavadão? Se não escutou, não perca tempo, pois além de físico, o disco está disponível nos principais canais de música na internet. Até a próxima coluna.
Assista o clipe de ‘O Rio Sempre Beija o Mar’: