O bloco pioneiro do novo momento do Carnaval de Belo Horizonte cresceu, se profissionalizou e atualmente circula durante todo o ano com apresentações em diversos tipos de eventos; além da estreia de um novo time de cantores, grupo acaba de lançar nas plataformas digitais a música “Tum tum (Lá vem o samba reggae)”, sucesso da folia belo-horizontina deste ano

Considerado um dos blocos mais tradicionais do carnaval de Belo Horizonte, o Baianas Ozadas extrapolou o período momesco e se tornou uma banda nos últimos anos, com agenda intensa de apresentações em diversas partes de Minas Gerais. Recentemente, com uma nova versão da banda, tendo à frente Geo Cardoso, vocalista e fundador, e os cantores Gil Guedes e Liza Freitas, o grupo circula com um novo show, repleto de sucessos novos e antigos da música brasileira, passeando por diversos estilos, como pagodão baiano, swingueira, sertanejo universitário e, claro, os clássicos do axé, tudo com toda a baianidade que o folião de BH conhece muito bem.

Pode-se dizer que o Baianas Ozadas está entre os responsáveis pelo “boom” da folia na capital mineira e pioneiro em arrebatar grande público na festa momesca e por isso o bloco se tornou sensação entre os amantes da folia. Em 2017, foi o primeiro bloco a atingir o número de 500 mil foliões em seu desfile de carnaval. E para que a festa siga durante todo o ano, o idealizador, Geo Cardoso, e a produtora cultural Polly Paixão, criaram formatos de shows que pudessem atender variadas necessidades e tipos de públicos.

“Hoje o Baianas Ozadas não fica preso só no carnaval. Durante todo o ano nos apresentamos em eventos diversos, como festivais de música, festas juninas, rodeios, festas de casamento, formaturas e, claro, os nossos ensaios abertos ao público, que inevitavelmente conta com o nosso show”, conta Geo.

Os clássicos do axé ajudaram o Baianas Ozadas a conquistar o público e alcançar o ranking do maior bloco de rua do Carnaval de Belo Horizonte, que, inclusive, acabou influenciando a criação de inúmeros outros blocos. E quem vai ao show do grupo fora do carnaval, curte músicas que marcaram a história, como Baianidade Nagô, Araketu Bom Demais, Chiclete e canções recentes de Ivete Sangalo e outros ícones do axé music. Outros estilos também são revisitados pela banda, que apresenta um show eclético e bem animado, mas nunca sem perder a baianidade.

“Quem vai ao show do Baianas curte de tudo. De sucessos do Léo Santana, com Várias Novinhas, e do Parangolé, com o Abaixa Que é Tiro, passando por clássicos do Harmonia do Samba, como Vem Neném e Tic Nervoso, sem deixar de lado os sucessos de Wesley Safadão e, claro, os hits atuais do sertanejo universitário, como Rapariga Não, Saudade Nível Hard, Jennifer e várias outras, tudo preparado dentro do tempeiro da cozinha percussiva baiana”, explica Geo.

Para adequar o show ao evento ou ao espaço, a produção do Baianas Ozadas define junto com o contratante o tempo de show e o repertório. “Planejamos as nossas apresentações de acordo com o perfil do evento, duração, tipo de público e outras variáveis”, afirma Polly Paixão, que é responsável pela agenda e pela produção executiva da banda. “Gostamos de fazer apresentações inesquecíveis e nada melhor para a nossa banda do que estar no palco, sempre transformando momentos em eternos carnavais”, brinca.

Single nas plataformas digitais

Além do show repleto de releituras de sucesso, o Baianas Ozadas também investe na produção de músicas autorais. O grupo acaba de lançar a música “Tum tum (Lá vem o samba reggae)”, composição de Geo com o também baiano Sucupira, nas plafaformas digitais Spotify, iTunes, GooglePlay, Deezer, entre outras. O single é a primeira canção autoral do grupo a ser divulgada amplamente na internet e foi a música tema do carnaval deste ano, selando uma homenagem aos 40 anos do bloco afro Olodum.

EP à vista

Além do single, nas próximas semanas o Baianas lançará também outra: “Sou Baianas”, também composta pela dupla Geo e Sucupira em 2018. As duas faixas marcam a estreia do Baianas Ozadas na esfera do autoral nas plataformas mais conhecidas de streaming. Mas não para por aí, o grupo pretende lançar um EP com outras canções ainda este ano.

Vale lembrar que, em 2017, o Baianas Ozadas lançou um clipe da música “Himalaia”, dos baianos Magary Lord e Rafa Chagas, cantor da formação atual da Timbalada. “Himalaia” conta com a participação especial de Magary Lord, que divide os vocais com Geo Cardoso, fazendo uma conexão no melhor estilo “Minas com Bahia”.

Baianas Ozadas nas redes sociais

Facebook: https://www.facebook.com/baianasozadas

Instagram: @baianasozadas