MP investiga suposto uso indevido de dinheiro da Petrobras em Itaquera

itaquerão
A apenas três dias da estreia, estádio do Corinthians
consegue o laudo e está liberado para a festa
Leonardo Lourenço/Portal da Copa
*Gazeta Press
O Ministério Público de São Paulo (MPSP) investiga se houve uso indevido de dinheiro da Petrobras na construção do estádio do Corinthians, em Itaquera. A apuração não é propriamente sobre o clube, mas sobre as empresas envolvidas na remoção dos dutos que passavam por baixo do terreno da arena.
A informação foi divulgada inicialmente pelo jornal Valor Econômico e confirmada pelo promotor Valter Foleto Santin. A promotoria vai averiguar, em obras realizadas em São Paulo, o suposto pagamento de propina a empresas controladas pelo doleiro Alberto Youssef.
Palco da abertura da última Copa do Mundo, o estádio de Itaquera foi construído pela Odebrecht, uma das empreiteiras investigadas na “Lava Jato”, da Polícia Federal. Deflagrada em março do ano passado, a operação investiga um grande esquema de lavagem de dinheiro envolvendo a Petrobras.
Para que a arena fosse erguida, foi necessário realocar os dutos da Petrobras. Subsidiária da empresa responsável pela operação de gasodutos e oleodutos, a Transpetro informou ao Valor Econômico que o remanejamento e o custo ficaram sob responsabilidade do consórcio construtor. A Odebrecht disse que precisaria de mais informações para se manifestar.
Com custo superior a R$ 1 bilhão, o estádio foi parcialmente financiado pelo BNDES. Foram R$ 400 milhões emprestados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, em uma linha de crédito especial para a Copa do Mundo. A primeira parcela de R$ 100 milhões tem de ser paga pelo Corinthians em junho.

Related Posts

Lari Sol Moda Praia vai promover seu primeiro desfile digital

Lari Sol Moda Praia vai promover seu primeiro desfile digital

Minas Fashion Week quebra padrões

Minas Fashion Week quebra padrões

Vacinação permite ao CENSA Betim liberar visitações a partir do dia 1º de março

Vacinação permite ao CENSA Betim liberar visitações a partir do dia 1º de março

No Comments Yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *