No mundo moderno que vivemos é cada vez mais comum nossos filhos serem diagnosticado com algum transtorno ou problema psicológico que tenha ligação a ansiedade, hiperatividade, déficit de atenção e outros fatores relacionados. Mas nem sempre é um problema que necessita de um profissional qualificado, pode ser simplesmente que a criança esteja fazendo birra e precise de disciplina.

Como observam os diretores escolares de todo mundo, não há estudante que de repente decide que vão começar ir mal no ano escolar ou que vão começar a dar problemas. O que alegam, é que tais comportamentos tem uma ligação direta com que a criança está vivenciando em casa.

O que pode ser feito sem um auxílio médico?

Nossas crianças hoje praticamente vivem mais no mundo virtual do que no mundo real, através de um smartphone, tablet ou um notebook. Saber como ele está se comportando na internet pode revelar muito do seu comportamento.

Mesmo as crianças mais quietas podem “falar muito” quando não estão cara a cara com alguém, mas sim na frente de um celular. Então vamos dar algumas dicas de como você pode entender alguns motivos para possíveis mudanças do seu filho.

  1. Veja o que seu filho anda fazendo no facebook

Uma das redes sociais ainda mais usadas, o Facebook, pode dizer muito sobre uma pessoa. Se filho anda postando coisas estranhas que demonstram baixa autoestima, imagens tristes, ou o oposto, de raiva e agressividade, mesmo durante o dia sendo uma pessoa, isso pode ser um grande alerta. Além de poder fazer isso pelo seu perfil ou de terceiros, também é possível pelo programa xploitz gmail. É possível monitorar e tirar prints do que seu filho está fazendo.

  1. Veja históricos dos sites visitados

Todos os navegadores exibem históricos dos sites que foram vistos. Tem o modo anônimo que não deixa rastro, mas muitas crianças e jovens não usam esse recurso. Se você tiver acesso ao dispositivo celular ou computador, basta verificar o que ele anda pesquisando, pois se retornar sites de má índole ou conteúdos que não são compatíveis com a idade, pode ser a hora de uma boa conversa.

  1. Saiba os lugares que seu filho anda indo.

Seu filho pode estar indo a lugares diferentes do que ele realmente diz isso. Ao invés de contratar alguém para vigiar, algo mais prático e eficaz é instalar um aplicativo no celular dele e monitorar em tempo real onde exatamente ele está. Além de servir como segurança, saiba os lugares que seu filho está frequentando. O software mSpy tem esse recurso além de muitos outros que podem auxiliar a analisar o que seu filho está fazendo.

  1. Veja quanto tempo ele permanece sozinho.

E nunca se esqueça de sempre observar seu filho, se ele costuma ficar muito tempo sozinho, com expressões de tristeza, se ele não tem vontade de fazer nada, pode demonstrar o início de algum sintoma psicológico. E quem melhor que os pais para perceberem o comportamento das crianças? Fique sempre atento e sempre presente.