[huge_it_slider id="4"]
Para celebrar a data, o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) fez um levantamento inédito sobre suas principais músicas

nelson

‘Nelsinho Motta’ como é chamado pelos amigos ‘íntimos’ em dois momentos:
Na esquerda quando jornalista – repórter da TV Rede Globo em 1973 e hoje
como colunista de Cultura do Jornal da Globo
(Foto: Divulgação)

*Ivan Sgarabotto (Maisnova FM)

Nesta quarta-feira (29), Nelson Motta (jornalista, compositor, produtor) completou  70 anos de idade. Na ativa desde os anos 60, ele foi personagem essencial da música brasileira nos últimos 50 anos. Compôs com o pessoal da bossa nova, ajudou a manter ativa uma cena de rock brasileiro nos anos 70, partiu para a discoteca, criou outro clássico, se juntou a Lulu Santos na década seguinte, escreveu outros hits, lançou a carreira de Marisa Monte compondo mais um clássico para ela e nunca parou.

Destrinchando o que foi dito no parágrafo anterior, Nelson Motta começou a ganhar destaque em 1966, quando venceu a etapa nacional do I Festival Internacional da Canção (FIC), com a música “Saveiros”. Composta em parceria com Dori Caymmi, a canção foi defendida por Nana Caymmi. Nos anos seguintes, foi um dos jovens expoentes da bossa nova, ao lado de nomes como Edu Lobo.

A virada da década colocou Nelson na retaguarda do rock nacional. Foi dele a produção da primeira edição do Hollywood Rock, em 1975. O festival contou com a participação de artistas como Rita Lee, Erasmo Carlos, Raul Seixas e bandas que se destacavam na época, como O Peso. Em 1976, ele também criou o festival Som, Sol e Surf, em Saquarema (RJ). Chuvas torrenciais e repressão ajudaram a tornar a empreitada um grande fiasco.

Mais tarde, ele ainda seria o responsável por criar o grupo Frenéticas e seu maior sucesso, “Dancin’ Days”. Nos anos 80, foi parceiro de Lulu Santos em alguns dos seus maiores sucessos e, já no finalzinho da década, lançou a carreira de Marisa Monte e escreveu seu primeiro grande sucesso, “Bem Que Se Quis”.

Só esse pequeno resumo já mostra que Nelson Motta chega aos 70 anos com muita história a contar e muitos sucessos para apresentar. Para celebrar a data, o Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) fez um levantamento inédito sobre suas principais músicas. O primeiro ranking apresenta as dez canções de Nelson Motta mais executadas entre 2010 e 2014, em todos os seguimentos. No segundo, o órgão indica suas canções mais regravadas e no terceiro são listados os artistas que mais gravaram obras do artista.

Confira:

OBRAS DE NELSON MOTTA MAIS EXECUTADAS ENTRE 2010 E 2014

1 “Dancin’ Days” (Nelson Motta / Ruban)

2 “Como Uma Onda (Zen-surfismo)” (Nelson Motta / Lulu Santos)

3 “Bem Que Se Quis” (Nelson Motta / Pino Daniele)

4 “Certas Coisas” (Nelson Motta / Lulu Santos)

5 “De Repente Califórnia” (Nelson Motta / Lulu Santos)

6 “Sereia” (Nelson Motta / Lulu Santos)

7 “Tudo Azul” (Nelson Motta / Lulu Santos)

8 “Coisas do Brasil” (Guilherme Arantes / Nelson Motta)

9 “Garota Dourada” (Lee Marucci / Nelson Motta / Wander Taffo)

10 “Tudo Que Se Quer” (Nelson Motta / Hart Charles / Cranston / Richard Henry Zachary Simpson Stilgoe)

MÚSICAS MAIS REGRAVADAS

1 “Como Uma Onda (Zen-surfismo)

2 “O Cantador”

3 “Dancin’ Days”

4 “Certas Coisas”

5 “Bem Que Se Quis”

6 “Coisas do Brasil”

7 “De Repente Califórnia”

8 “Garota Dourada”

9 “Ficar Com Você”

10 “Perigosa”

ARTISTAS QUE MAIS GRAVARAM MÚSICAS DE NELSON MOTTA

1 Lulu Santos

2 Guilherme Arantes

3 Sandra de Sá

4 Dori Caymmi

5 Erasmo Carlos

6 Dhu Moraes

7 Edyr Duqui

8 Lidoka

9 Ed Motta

10 Sandra Pêra