[huge_it_slider id="4"]
Cerca de 4 mil pessoas estiveram presentes no show
12717149_1090056177681424_829221332083371376_n
Luiz Carlos animou o público presente com grandes hits do Raça Negra
(Foto: Felipe de Jesus)

 

*Felipe de Jesus
– Cobertura Expominas –

Uma noite inesquecível marcada por duas grandes apresentações: Alcione e o grupo Raça Negra. Assim foi o dia 20 de fevereiro para os cerca de 4 mil fãs que estiveram presentes no Expominas embalados pelo som dos novos e antigos hits da eterna “Marrom” e do Raça Negra. Os shows, que juntos tiveram quase 4 horas de duração alegraram os mineiros do início ao fim deixando um gostinho de quero mais.  O tradicional e cotado grupo de samba e pagode Raça Negra, iniciou o show impreterivelmente as 23h e animou os fãs com alguns dos hits que compõe o novo disco do grupo intitulado por “Rei Do Baile”. De acordo com o cantor Luiz Carlos, em entrevista a imprensa, o disco faz uma homenagem para renomados artistas brasileiros.

“Tivemos a ideia de reviver nesse novo álbum algumas músicas que marcaram época, como por exemplo, Tão Seu, do grupo Skank, Maysa e outros artistas brasileiros. Quanto ao nome do disco, não tem nada a ver com Bailes, na verdade, Rei Do Baile reafirma a força que algumas canções tem na música brasileira. Uma homenagem justa”, comentou o cantor que além de tocar sucessos do novo CD, relembrou grandes hits do Raça, como por exemplo, Maravilha. O show do Raça Negra terminou às 0h50 e no fim Luiz Carlos disse. “Obrigado pelo carinho de todos vocês e fiquem agora com nossa rainha do Samba, Alcione”.

12744584_1090050267682015_1880151493488742143_n

Alcione alegrou o público com grandes canções da sua carreira
(Foto: Felipe de Jesus)

Já a cantora Alcione pisou no palco as 1h, conforme figurino e além de agradecer a presença de todos, pediu desculpas pelo pequeno e quase imperceptível atraso. “Gente, muito obrigado por tudo, pelo carinho de sempre. O atraso foi pequeno e vou compensar com muita música”, disse Alcione que também falou sobre a vitória da Escola de Samba – Mangueira. “Depois de 14 anos, ver a Mangueira vitoriosa é algo maravilhoso. Gritei muito na hora que fiquei sabendo e me emocionei demais. Uma vitória inesquecível vocês não acham?”, completou.

Sucessos
Durante o show, Marrom como é conhecida, alegrou os fãs com sucessos inesquecíveis e alguns tocados em novelas como Meu Ébano, Tem Que Me Prender e relembrou alguns sucessos do inicio de sua carreira como Não Deixe o Samba Morrer. No fim do show, ela agradeceu os presentes deixando um gostinho de quero mais. “Muito obrigado pelo carinho de todos e nos vemos  breve”, disse a cantora.

12734058_1090056591014716_8991708540690236448_n (1)

Os fãs cantaram e se emocionaram com os sucessos do Raça Negra e da cantora Alcione
(Foto: Felipe de Jesus)

Fã na pista

Para a fã Mariana Lima, ver de perto dois grandes ícones do samba e pagode foi algo memorável. “Gosto muito do Raça Negra e poder ver de perto esses dois artistas foi demais. O novo disco do Raça mostra que eles estão cada vez mais antenados”, comenta. Sobre Alcione ela diz. “Gosto muito da cantora e o que dizer sobre ela? Nada não é mesmo.
Ela é demais”, concluiu.

Confiram mais algumas fotos do show:
Crédito: Felipe de Jesus
Outras fotos pelo Facebook: 

https://www.facebook.com/felipedejesus.jesus.3/media_set?set=a.1090048587682183.1073741879.100000311569360&type=3