[huge_it_slider id="4"]

A festa junina da gastronomia mineira, que recebeu os mais tradicionais restaurantes de Belo Horizonte, arrecadou mais de 10 toneladas de alimentos que serão revertidos para entidades de assistência social


(Foto: Henrique Rabelo)

Delícias mineiras, comidas típicas juninas, música boa e um clima agradável. Assim foi a primeira edição da Junina Gourmet, realizada no último final de semana em Belo Horizonte. A Praça José Mendes Júnior, ao lado do Palácio da Liberdade, se tornou um ponto de encontro para toda a família, que pôde comer bem, dançar e celebrar um dos períodos mais esperados do ano. E quem esteve no evento participou de uma corrente do bem, pois o ingresso era 1 Kg de alimento não perecível, o que acabou arrecadando mais de 10 toneladas de mantimentos que serão revertidos para a Sociedade São Vicente de Paulo e ao projeto social Bim da Ambulância.

O evento contou com os shows de Tom Nascimento, Chama Chuva, Thiago Carvalho, Trio Lampião e Kayc Antonelly. Mas a gastronomia foi o ponto alto da Junina Goutmet, que apresentou ao público pratos tradicionais dos restaurantes participantes e também as comidas típicas do período junina.

A Borracharia Gastrobar fez sucesso com o prato “Mungunzá Mineiro”, uma tradicional canjica salgada com costela de boi desfiada e deliciosos dadinhos de tapioca. O Paladino ficou disputado com o “Mexidão Belisário” e a carne de pote.   O BQS Beers and Quick Snacks inovou ao levar os nachos mineiros, mas também agradou com as iscas de frango com molho de mostarda e mel. Sushi mineiro, salsichinha, queijo coalho, medalhão de frango e costelinhas BBQ defumadas com coleslaw foram as delícias apresentadas pelo Butchery BBQ & Drinks.  O Dona Lucinha apresentou a autêntica comida mineira com o tropeirinho e o curioso acarajé mineiro, que conquistou o gosto do público. O restaurante Casa Cheia apostou na releitura do tradicional, apresentando uma canjiquinha diferente, que recebeu o nome de “Mineirinho Valente”, além de tulipinhas crocantes.

Os tradicionais frango ao molho pardo e porção de pastéis de angu, foram os pratos do restaurante Maria das Tranças. O Xapuri levou o “Vira Lata Metido a Besta”, um sanduiche especial criado pelo chef da casa, e também o tradicional bolinho de mandioca com queijo. O Villa Emporium apresentou uma seleção de caldos e a deliciosa picanha serenada Emporium.

O Itatiaia Rádio Bar foi o responsável pelos caipis, sucos naturais e famosos drinks como o aperol spritz, moscow mule e o delicioso choconhaque. A cervejaria Krug Bier fez sucesso com os chopes artesanais e a Enoteca Decanter agradou os amantes de vinhos e espumantes.

Uma barraca foi montada especialmente para agradar os paladares “juninos”. Milho cozido, mingau de milho, canjica, cocadas, frutas com chocolates, pés de moleque e as maçãs do amor estavam à disposição. A Itambé montou uma barraca onde foram oferecidos cocada e brigadeiro de colher para degustação dos participantes do evento.

A festa Junina Gourmet foi realizada pela Nenety Eventos e contou com o patrocínio da Itambé, Auto Truck, Chevrolet, Santa Amália e Krug Bier, além do apoio da Abrasel – Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, Belotur, Prefeitura de Belo Horizonte e Governo de Minas, através do Programa + Gastronomia.