No dia 15 de dezembro, às 18h30, o escritor Olavo Romano lança o livro “A cidade submersa e 30 histórias sortidas”, na Academia Mineira de Letras. A obra, publicada pela Editora Ramalhete, reúne, entre outros, contos e textos escritos pelo autor para a revista Mercado Comum. Olavo Romano foi Presidente da AML até março de 2016 e tem quase vinte livros publicados, oito muitos deles amplamente adotados em escolas de Minas e de outros estados.

“Até então eu seguia uma temática praticamente rural, as histórias se passavam em pequenas cidades, envolvendo personagens deste meio. Esta publicação, ao contrário, ganhou ares mais cosmopolitas. Os temas e a linguagem não são tão marcados, são mais abertos”, conta o autor.

O acadêmico Rogério Faria Tavares, no texto de apresentação da obra, escreve que a vivacidade e autenticidade das histórias narradas fazem com que o leitor queira partilha-las com outras pessoas. “A perícia na construção dos diálogos, uma das tarefas mais complexas dos criadores literários, é outra fonte de prazer proporcionada pela experiência de ler Olavo Romano. O humor e a leveza são os ingredientes que dão aos pratos por ele servidos o sabor da verdadeira alta cozinha, refinada na sua simplicidade tocante, que alimenta a alma”, resume.

E completa: “Generoso, Olavo Romano oferece ao leitor mais uma fascinante galeria de personagens, apresentada na melhor prosa. Será difícil esquecer Bastião, Dona Consuelo, Bruce Lee, Isaurinha Tavares, Amália Doida e Tiãozinho. Será impossível não se emocionar, por exemplo, com a linda história de Demosthenes e Waldete, contada em ‘Uma luz que não se apaga’, título sugestivo, que me estimula a dizer que a do autor também permanecerá, para o bem da literatura que se faz em Minas, sobre os mineiros, para todos”.

 

Sobre o autor:

Olavo Romano nasceu em Morro do Ferro (distrito de Oliveira), em 1938. Estudou Direito (PUC-MG), Administração (mestrado na FGV-RJ) Inglês (proficiência pela Universidade de Michigan) e Planejamento Educacional (Banco Mundial). Fez carreira no serviço público, aposentando-se como Procurador do Estado.

A partir de 1979, publicou seus casos mineiros e textos poéticos em jornais como  O Estado de Minas e Jornal de Casa, nas revistas Globo Rural, Palavra, Cícero, IstoÉ, Veja e Mercado Comum.  Em seus livros, focaliza o jeito, a fala, a vida no interior mineiro.

Na Fundação João Pinheiro, editou um jornal, participou da elaboração de um livro e de dez fascículos sobre a História do Comércio em BH. É sócio fundador, com a inscrição de nº 2 do Sindicato de Escritores de Minas Gerais. Escreveu prefácios e apresentações de vários livros.

Suas viagens ao rio São Francisco resultaram em belos textos, publicados na revistas Globo Rural e Palavra. O conto “Como a gente negoceia” gerou o curta-metragem Negócio Fechado, premiado no festival de Gramado de 2001. O grupo “Carbono 14” filmou 30 histórias da obra de Romano para distribuição gratuita em bibliotecas, escolas e centros culturais.

 

SERVIÇO:

Lançamento do livro “A cidade submersa e 30 histórias sortidas”, de Olavo Romano.

Data: 15 de dezembro.

Horário: 18h30.

Local: Academia Mineira de Letras (Rua da Bahia, 1466 – Lourdes – BH/MG).

Entrada gratuita.

academiamineiradeletras.org.br.