A aeronave KC130 da Força Aérea Brasileira (FAB) decolou do Rio de Janeiro na noite deste sábado (1º) para realizar buscas ao cargueiro sul-coreano Stella Daisy, desaparecido em área marítima do Uruguai.

A embarcação, com 24 tripulantes, 16 filipinos e oito coreanos, desapareceu na tarde da última sexta-feira (31) e, até o momento, apenas dois tripulantes foram resgatados por um navio que estava próximo ao local.

O KC130 decolou por volta das 23h e tem autonomia de voo para essa missão, de cerca de 14 horas e 30 minutos. A tripulação é composta por duas equipes de 20 militares, sendo cada uma com dois pilotos, um mecânico de voo, dois mestres de carga, um rádio operador e quatro observadores SAR (do ingês, Search And Rescue, busca e salvamento).

“O objetivo é auxiliar em voo, observando algum sobrevivente ou bote, para ver se o cargueiro é encontrado mais rapidamente”, ressalta o oficial de Operações do 1º GTT, Major Bruno Rocha.

Caso seja localizada, a informação é repassada para as embarcações que estão fazendo as buscas no mar se dirigirem ao local e resgatarem os sobreviventes. O local do desaparecimento foi em uma área distante 2.740 km da costa brasileira.

Missão

O Mercante naufragou por volta de 12h de sexta-feira (31) e fez o pedido de socorro ao MRCC do Uruguai; imediatamente foram deslocados quatro navios mercantes, próximo à área da ocorrência.

Conforme Convenção Internacional sobre Busca e Salvamento Marítimos, os países signatários devem cooperar no auxílio às missões de busca sempre que solicitado pelo país responsável pela área. Após confirmação dos dados com o Uruguai, a Força Aérea Brasileira disponibilizou a aeronave KC130.

Fonte: Portal Brasil, com informações da FAB