Ao lado do prefeito Marcio Lacerda (PSB), o vice-prefeito de Belo Horizonte, Délio Malheiros (PSD), e o secretário de Obras da capital mineira, Josué Valadão (PSB), registraram na tarde desta quinta-feira (11), no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), a candidatura a prefeito e a vice-prefeito da cidade.

Délio disse que está orgulhoso por ter o prefeito ao seu lado nas eleições deste ano. “Eu tenho orgulho de o prefeito Marcio Lacerda estar em nossa campanha. Ele tem uma administração que é exemplar para Belo Horizonte”, afirmou.

Lacerda também fez elogios a chapa que irá tentar conquistar a sua cadeira. “O Délio tem sensibilidade, é honesto, e é uma pessoa de diálogo. O Josué Valadão também tem toda essas qualidades. Embora seja mais sisudo, é uma pessoa muito estimada nas comunidades mais carentes, nas igrejas, nos partidos e nas ONGs. Nós temos uma dupla que eu teria orgulho de entregar para eles a prefeitura”, disse o prefeito.

Alianças

O prefeito ainda declarou que não quer ser coadjuvante do PSDB no pleito deste ano. “Não queremos e não seremos  coadjuvantes do PSDB nesta eleição. Nós queremos, inclusive, enfrentarmos o PSDB no primeiro turno para que ele não vá para o segundo turno”.

Antes de apoiar a candidatura de Malheiros, Lacerda tentou emplacar uma candidatura própria dos socialistas com o economista Paulo Brant. Porém, na sexta-feira, Brant foi comunicado por “emissários” de Lacerda que ele estava fora da disputa, e que a sigla iria oferecer o vice na chapa encabeçada por PSD.

“Nós iremos, qualquer dia desses, marcar um encontro pessoalmente. Mas eu não quero comentar isso. Ele (Paulo Brant) é uma pessoa de bem e eu também tento cuidar bem do meu trabalho e tratar bem as pessoas. Cometi um erro, pedi perdão a ele por uma mensagem. Infelizmente perdemos, digamos, o controle da situação, porque é uma situação realmente de trauma psicológico pra ele e pra mim. Eu estou há vários dias me recuperando”, afirmou Marcio Lacerda.