Os dois candidatos que disputam o segundo turno à Prefeitura de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS) e João Leite (PSDB), participaram, na noite desta sexta-feira (7), do debate da disputa municipal realizado pela Band Minas. Este foi o primeiro debate entre os dois candidatos na televisão, no segundo turno da campanha. O encontro, mediado pelo jornalista André Vasconcelos, foi dividido em cinco blocos.

No primeiro, os candidatos fizeram considerações iniciais, em que ambos agradeceram apoiadores e eleitores. Em seguida, cada um fez críticas em relação à campanha do outro. Depois, o candidato João Leite sorteou o tema segurança pública. E o candidato Alexandre Kalil sorteou prioridade em obras públicas.

No segundo bloco, os candidatos fizeram perguntas diretas entre si com tema livre. O primeiro a perguntar foi Kalil, que questionou sobre a carreira política do adversário. João Leite fez a segunda pergunta, sobre obras em Belo Horizonte. Depois, passou-se a sorteio de temas, quando o candidato sorteia um assunto e faz um comentário, com réplica e tréplica. O primeiro a ser sorteado foi ocupação urbana. O segundo foi educação.

O terceiro bloco, que seguiu o mesmo modelo do bloco anterior, começou com perguntas de tema livre. O candidato João Leite foi o primeiro a perguntar, sobre apoios políticos. Kalil fez a segunda pergunta, sobre saúde. Depois, João Leite sorteou o tema transporte público. O segundo tema sorteado, pelo candidato Kalil, foi a polêmica Uber/Táxi.

O quarto bloco, que repetiu o mesmo modelo dos dois blocos anteriores, começou com perguntas de tema livre. O candidato Alexandre Kalil foi o primeiro a perguntar, sobre máquina pública e política. João Leite fez a segunda pergunta, sobre metrô. Depois, Kalil sorteou o tema saúde. O último tema sortado foi lazer, para o candidato João Leite.

O último bloco foi dedicado às considerações finais.

Alexandre Kalil disse que vai acabar com a politicagem. Ele disse que o mundo existe sem o PSDB e o PT, sem politicagem. “Você, que está com o filho, sofrendo, com seu filho no braço, caçando médico, caçando escola, que o mundo existe sem PT e sem PSDB. O mundo existe sem a política naciona”, disse.

João Leite disse que está entusiasmado com o carinho dos eleitores. Falou de propostas para a saúde e segurança pública. “Nós queremos fazer uma grande segurança em Belo Horizonte. Uma segurança articulada, integrada, em favor de você, da população de Belo Horizonte. Nós não aceitamos isso mais”, disse.