O icônico ex-assistente de palco da Globo, Antônio Pedro de Souza e Silva, mais conhecido como Russo, faleceu aos 85 anos, na manhã deste sábado, 28, no Hospital Pasteur, no Rio de Janeiro. De acordo com sites de notícia, a morte foi confirmada por parentes. Ainda não há informações sobre a causa da morte.

Russo passou pelos palcos dos programas da Xuxa, Faustão, Luciano Huck, entre outros. Atualmente, havia sido diagnosticado com Mal de Alzheimer e estava precisando de cuidados. O apresentador dedicou o “Caldeirão do Huck” ao ex-contrarregra e a rainha dos baixinhos declarou que ele “fez parte de sua história”. Ele foi um dos mais conhecidos assistentes de palco da história da TV. O ex-assistente de palco estava na UTI de um hospital em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, desde domingo passado. Deixa muitas histórias e muitas lembranças.

Foi demitido da Globo em 2014 e entrou em depressão. “E é desse jeitinho que vamos guardar você no coração, com todo aquele carinho e amor que você nos dava é impossível sentir alguma coisa ruim com a sua perda, pois você não foi só pai, avô, tio, pra nós você foi um anjo, um anjinho lindo pra se guardar com muito carinho”. “Ele não tinha muita reação, só pedia para ir para casa, não queria ficar no hospital”. Em setembro de 2011, Russo foi internado sentindo fortes dores no peito, e foi submetido a uma cirurgia de ponte de safena. Segundo informações de familiares, o ex-assistente de palco sofria de alzheimer e não reconhecia mais ninguém, apenas ficava falando do passado.

Russo reclamou por várias vezes que gostaria de voltar a trabalhar e se mostrou disposto a voltar para ajudar nos programas de televisão da Globo ou de qualquer outra emissora, mas ninguém lhe deu uma oportunidade. A neta dele, a jornalista Bruna Bergamini, disse que o avô “não queria ficar no hospital”. Adeus, Russo querido! Vou guardar sempre comigo o seu carinho, assim como você sempre guardou o meu!

O sepultamento foi às 11h45, no Cemitério de Xerém, em Duque de Caxias. Ele deixa três netos.