Desde o início de janeiro, a Prefeitura de Belo Horizonte vem intensificando as atividades de capacitação da população para prevenção de situações de risco, em caso de chuvas fortes e alagamentos. O propósito das ações é orientar moradores e trabalhadores das regiões mais afetadas pelas chuvas.

Nesta terça-feira, 21, técnicos da Urbel promoveram o primeiro treinamento para o corpo docente da Escola Municipal Jardim Felicidade, localizada na região norte da capital. Cerca de 30 professores serão capacitados em seis encontros. A palestra foi ministrada pela Diretora de Risco e Assistência Técnica, Isabel Volponi. Segundo ela, esse é mais um avanço do poder público para levar a percepção do risco para todas as pessoas. “Queremos construir, com os professores, um trabalho que alcance todas as disciplinas e nos ajude na percepção do risco. É preciso que todos entendam que devem participar dessa gestão e que somente obras não resolvem problemas como inundações urbanas e escorregamentos”, falou a diretora.

No início deste mês, as equipes da Urbel e da Defesa Civil, em parceria com o Corpo de Bombeiros, mobilizaram cerca de 30 pessoas que trabalham nas proximidades da Avenida Francisco Sá, no Prado. Foram realizadas oficinas de nós, amarrações e arremessos visando capacitar possíveis agentes para atuarem como voluntários. Além de fornecer um kit de salvamento, foram distribuídas cartilhas reforçando as orientações que foram passadas pelos técnicos.

Segundo Lívia Guedes, operadora de telemarketing, que trabalha na região, a maior dificuldade enfrentada é impedir que as pessoas arrisquem suas vidas para salvar bens materiais. “Na última enxurrada, um funcionário foi levado pela correnteza ao tentar retirar a sua moto do local”, disse ela.

Além do apoio da população que mora ou transita por esses lugares, a prefeitura conta com 411 voluntários dos Núcleos de Alerta de Chuva e 410 voluntários dos Núcleos de Defesa Civil, formados por cidadãos que, por meio do trabalho voluntário e solidário, contribuem com ações preventivas, além de orientar e prestar socorro imediato nas situações de calamidade e emergência.