[huge_it_slider id="4"]

Hugo Werner Flister, Gemólogo e Perito explica que é bastante comum a utilização das jóias, diamantes, metais e pedras preciosas como moeda de troca, garantias, penhoras e execuções judiciais

Werner-site-1024x733

Muito mais do que um símbolo de poder, as joias, diamantes e pedras preciosas podem ser mercadorias bem lucrativas. No entanto, para ganhar dinheiro com esse tipo de negócio, é preciso primeiramente conhecer este mercado e o mais indicado é consultar um especialista experiente para não ser passado para trás. O Gemólogo e Perito, Hugo Werner Flister, com 32 anos de experiência, fala sobre este mercado de joias, diamantes e pedras preciosas e diz que este é um ótimo investimento. “Vale a pena demais, desde que condições adequadas, pois estes materiais, nobres e valiosos (diamantes, metais e pedras preciosas) têm cotações próprias; como no caso específico do ouro estas variações e valorizações são demonstradas diariamente na cotação oficial do banco central do Brasil”, explica.

Quais são os segmentos de mercado existentes no comércio de joias, diamantes e pedras preciosas?

É um mercado com variados segmentos, desde a jazida até mercado consumidor, como: empresas estabelecidas e especializadas nos mercados varejista, atacadista, exportação, e investimentos, além da grande parte deste comercio que é praticado na informalidade.

Como proceder para realizar uma boa compra?

Assim como em outros mercados, indico que a compra seja feita sempre através de empresas especializadas e com profissionais idôneos que irão oferecer as melhores opções para cada caso, além de sempre atentar quanto à qualidade, preços, garantias e ainda sempre consultar um profissional especializado e credenciado.

É um bom investimento?

Sim, desde que em condições adequadas, pois estes materiais, nobres e valiosos (diamantes, metais e pedras preciosas) têm cotações próprias; como no caso específico do ouro estas variações e valorizações são demonstradas diariamente na cotação oficial do Banco Central do Brasil.

Quais outras vantagens destes materiais?

Em se tratando de bens raros, valiosos, e que não se deterioram, estes, desde a antiguidade são utilizados como moeda, e patrimônio móvel, e assim, transferidos hereditariamente para seguintes gerações como ainda é usual na atualidade.

Estes bens podem ser utilizados em outras negociações?

Sim, é bastante comum a utilização de bens valiosos (joias, diamantes e metais e pedras preciosas) como moeda de troca, garantias, penhoras e execuções judiciais, além de outras variadas situações. Todavia, lembro que é de fundamental importância a realização da identificação, classificação e avaliação destes bens valiosos por profissional especializado com laudo técnico/pericial devidamente credenciado.

Quais precauções devem ser tomadas em relação à compra?

Antes de efetivar uma compra, averiguar se os materiais a serem adquiridos estão de acordo com o proposto, se existe a garantia, (certificado de garantia, laudo técnico ou pericial). Já em casos de compras virtuais, verificar a idoneidade da empresa, exigir garantias do material, verificar se o produto entregue esta de acordo com o apresentado e descrito e ainda antes de efetivar a compra, consultar profissional especialista habilitado e credenciado.

Como contactar ou contratar seus serviços?

São 32 anos dedicados à profissão, realizando os trabalhos com ética e responsabilidade no intuito de sempre apresentar o melhor resultado. Temos escritório e laboratório para atendimento, meus contatos telefônicos são: (31) 3273-2648 e celular (31) 99907-5881. E mail: hugowernerperito@yahoo.com.br. Para conhecer um pouco mais sobre nosso trabalho, temos algumas matérias já publicadas na Web. Basta consultar usando o nome Hugo Werner Flister, ou ainda Associação dos Peritos Judiciais, Árbitros, Conciliadores e Mediadores de Minas Gerais (Aspejudi). Confira pelo site:www.aspejudi.com.br ou diretamente pelo link: http://aspejudi.com.br/perito.php?hugo-verner-flister-556.