Vice-campeão do Campeonato Carioca, Ricardo Gomes confirmou após o empate diante do Vasco, neste domingo, no Maracanã, que recebeu uma oferta para comandar o Cruzeiro. O técnico, no entanto, não deu resposta se desembarcará, ou não, na Toca da Raposa II. Ele prometeu uma posição definitiva até a próxima terça-feira, data do jogo entre Londrina e Cruzeiro, pela Copa do Brasil.

“Quando me perguntaram há 15 dias não tinha nada, nenhuma proposta. Agora tenho uma proposta do Cruzeiro. Vou conversar com o presidente amanhã. Isto está claro. Não é segredo. Mas resolvo isso na terça-feira. Vamos fazer um balanço sobre tudo o que fizemos até agora e vamos decidir”, disse Ricardo Gomes.

Em contato com a reportagem, na última sexta, o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, comentou a possibilidade da saída do treinador. “O clube não foi procurado, muito pelo contrário. O que o Ricardo tem dito é no sentido contrário disso. Não acredito nisso. Pode ser um boato de extremo mau gosto, porque só o fato de se cogitar um treinador que está empregado, num time que está decidindo campeonato, é falta de ética. Não acredito que a diretoria do Cruzeiro se prestaria a esse papel”, disse, na ocasião.

Desde que recebeu o ‘não’ de Jorginho e Marcelo Oliveira, o Cruzeiro colocou o técnico do Botafogo como preferido de sua lista de intenções. O clube celeste enviou um representante ao Rio de Janeiro para negociar com o comandante, de 54 anos, e aguardava o fim do Campeonato Carioca, o que aconteceu neste domingo.