O anúncio de que o lateral Mena havia conseguido a liberação do Santos na Justiça na última quarta-feira (14), após entrar com um processo por conta dos salários atrasados, animou o Cruzeiro. O clube já havia admitido o interesse no jogador, que chegaria para substituir Egídio, negociado com o futebol ucraniano. Mas os mineiros terão concorrência para ficar com o chileno.

Quando o acerto entre Mena e Cruzeiro parecia apenas questão de tempo, o Boca Juniors entrou na jogada e fez uma proposta pelo lateral. E a diretoria do clube argentino parece otimista com a negociação.

“Ele (Mena) tem experiência mundial. É um jogador que nos agrada muito. Neste momento, contratar um lateral-esquerdo marcador passou a ser nossa prioridade, o próximo tema a tratar. Avançamos na negociação. Estamos esperando que ele se desvincule do futebol brasileiro”, disse o presidente do Boca, Daniel Angelici, ao jornal chileno La Tercera, ainda sem saber que Mena já havia sido liberado.

De acordo com pessoas envolvidas na negociação, o Cruzeiro teria também a concorrência de um clube da Ucrânia. Mas a imprensa chilena garante que quem está mais próximo de ter Mena é mesmo o Boca. O time argentino já teria inclusive acertado os salários com o jogador.