Notícias

Intervenção artística chama atenção para o Rio Paraopeba

2 Min leitura


Logo Agência Brasil

No Rio Paraopeba, em Brumadinho (MG), varas de bambu com panos coloridos preenchem uma das margens e a ponte que passa por cima das águas. Imagens retratam crianças se divertindo, pássaros voando e brincando, peixes que resistem nas águas turvas e elementos da vegetação característica da região.

É a intervenção artística As histórias que o rio conta, feita por um coletivo de mulheres que chama atenção para as potencialidades do rio, destacando cenas do cotidiano e a biodiversidade ali presente.

Notícias relacionadas:

Em 2019, uma barragem da mineradora Vale se rompeu liberando uma avalanche de rejeitos, que causou a morte de 270 pessoas e gerou diversos impactos na Bacia do Rio Paraopeba.

Brumadinho. 17/12/2023 Às margens do rio Paraopeba, em Brumadinho,  um grupo  de mulheres que se identifica com a hashtag #ativismodelicado, realizou uma intervenção artística na madrugada de ontem chamada

Às margens do Rio Paraopeba, em Brumadinho, coletivo de mulheres realizou intervenção artística As histórias que o rio conta – Foto Mel Fayad/Divulgação

“O que a gente é levado a acreditar é que a vida não existe, que os peixes estão mortos, que a água está contaminada. O convite é de estender e alongar o olhar para além da ponte, das margens, e passar um tempo ali, para observar o que existe de vida ali e o tanto que ela é bonita”, explica o coletivo.

As artistas preferem não ser nomeadas, mas identificadas como um movimento que promove um ativismo delicado e sensível, atento a tornar o invisível visível.

A intervenção busca trazer memórias de um rio que se lembra de ser vivo, além de denunciar a tragédia e chamar atenção para o cuidado com o meio ambiente, em uma região em que a mineração ainda é muito presente. Os que passam por ali são convidados a refletir sobre a relação dos seres humanos com a natureza.

A intervenção foi instalada na madrugada deste domingo (17), no dia em que a cidade de Brumadinho completa 85 anos.

Brumadinho. 17/12/2023 Às margens do rio Paraopeba, em Brumadinho,  um grupo  de mulheres que se identifica com a hashtag #ativismodelicado, realizou uma intervenção artística na madrugada de ontem chamada

Intervenção artística As histórias que o rio conta, às margens do Rio Paraopeba – Foto Mel Fayad/Divulgação

“Existe uma coisa muito forte que tem a ver com a mineração que ainda existe e é muito presente. [A intervenção] fica como esse chamado do rio, do olhar para a natureza que está viva e está pulsando”, diz o coletivo.

As obras são todas feitas a partir de materiais recicláveis e outros materiais como ripas para as molduras das gravuras e chapas de MDF.

https://ift.tt/LzaegXf

Relacionados
BrasilCulturaGeralNotícias

Radiologia sem medos

2 Min leitura
Dr. Júlio Almeida, médico da VX Medical Innovation. Crédito: Ana Medeiros. Dr. Júlio Almeida, médico da VX Medical Innovation, desmistifica preconceitos e…
Notícias

Entidades da indústria elogiam nova política para o setor

2 Min leitura
Lançado nesta segunda-feira (22), o programa Nova Indústria Brasil recebeu elogios das entidades do setor. Os representantes de diversos segmentos da indústria…
Notícias

PM do Rio usará câmeras do transporte público em reconhecimento facial

2 Min leitura
A Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMRJ) aumentou o número de câmeras usadas para abastecer o sistema de reconhecimento facial. Nesta…
Power your team with InHype
[mc4wp_form id="17"]

Add some text to explain benefits of subscripton on your services.