Notícias

IRPF: 10% dos contribuintes concentram 51% da renda no país

2 Min leitura


Logo Agência Brasil

Um relatório publicado pelo Ministério da Fazenda, no último dia 29 de dezembro, detalha a desigualdade na distribuição da renda e da riqueza da população brasileira. O estudo analisou dados do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2021 e 2022.

Pelo levantamento, 10% dos declarantes de Imposto de Renda concentram 51% da renda total do país em 2022. Pouco mais da metade das pessoas que declararam o imposto têm menor renda e concentram 14% do total de ganhos. Em 2022, cerca de 38,4 milhões de contribuintes apresentaram declaração do Imposto de Renda, o que corresponde a 35,6% da População Economicamente Ativa (PEA) do Brasil.

Notícias relacionadas:

A declaração de IRPF é obrigatória para todas as pessoas residentes no Brasil que tenham recebido ao menos R$ 28.559,70 de rendimentos tributáveis, R$142.798,50 em receita bruta da atividade rural ou R$ 40 mil em rendimentos, inclusive não tributados ou tributado na fonte. Também devem declarar aqueles que têm mais de R$ 300 mil em bens e direitos, quem obteve ganhos de capital na alienação de bens ou direitos ou optou pela isenção sobre a venda de imóveis seguido da aquisição de outro em até 180 dias, além de pessoas que realizaram operações em bolsa de valores.

Riqueza

Em relação à riqueza, que soma bens e direitos declarados no IR, a concentração é ainda maior. Os 10% mais ricos concentram 58% da riqueza nacional.

A pesquisa mostra que a maior isenção de Imposto de Renda é sobre lucros e dividendos, que é a remuneração dos acionistas de empresas, que chega a 35% do total. Essa questão inclusive está em debate no Congresso Nacional. A segunda maior isenção é de pequenas e microempresas optantes do Simples.

Outro dado mostrado no estudo é que quanto maior a renda, maiores são as despesas dedutíveis apresentadas, como médicas, de dependentes e previdência. As deduções se concentram em despesas médicas, 38% do total, e da Previdência Social, 32%. Os 10% mais ricos concentram 41% do valor de todas as despesas dedutíveis no IR.

O Distrito Federal é a unidade federativa com a maior renda média do país, equivalendo a mais de R$ 14 mil por mês, seguido por São Paulo e o Rio de Janeiro. Já o Maranhão tem a menor renda média, com metade do valor, pouco mais de R$ 7 mil por mês.

O estudo sobre o IR mostra também a desigualdade de gênero na concentração da renda. Sendo as mulheres 51% da população em idade ativa no país, 43% delas declararam o imposto. Do total das pessoas que declararam renda, apenas 37% são mulheres e quase 63% são homens.

*Colaborou Pedro Rafael Vilela

https://ift.tt/O0fwBcK

Relacionados
BrasilCulturaGeralNotícias

Youtubers Rafa & Luiz apresentam show inédito em Porto Alegre

1 Min leitura
CRÉDITO: Acervo Rafa & Luiz. Fenômenos do YouTube, Rafa & Luiz estão chegando em Porto Alegre para apresentação única do Teatro Sesi,…
BrasilMinas GeraisNotícias

Dino Fonseca faz show em Lagoa Santa no Dia dos Namorados

2 Min leitura
Cantor apresenta o show “Acoustic Sessions” em evento 100% open bar no Gurgel Beach Club, local que tem a icônica Torre Eiffel…
Dicas de BHGeralNotícias

Trip Food - Comida Mochileira celebra 8 anos e lança novo prato

3 Min leitura
O gastropub vai contar com programação especial neste domingo (14), na unidade Pampulha, com música ao vivo e DJ’s     O…
Power your team with InHype
[mc4wp_form id="17"]

Add some text to explain benefits of subscripton on your services.