Notícias

Israel protesta contra Rússia por receber membros do Hamas

2 Min leitura


Logo Agência Brasil

Israel convocou o embaixador russo neste domingo (29) para apresentar um protesto contra o fato de Moscou ter recebido, na semana passada, uma delegação do Hamas, o grupo militante palestino cujo ataque de 7 de outubro a Israel matou pelo menos 1.400 pessoas e levou à guerra em Gaza.

Convidar o Hamas “envia uma mensagem que legitima o terrorismo contra os israelenses”, disse o Ministério das Relações Exteriores de Israel em um comunicado, citando o que seus altos funcionários disseram ao embaixador Anatoly Viktorov. O país descreveu a convocação como um protesto e não como uma reprimenda.

Notícias relacionadas:

A Rússia explicou o fato de acolher o Hamas como um esforço para manter contatos com todas as partes do conflito Israel-Hamas.

Conversa com Biden

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, conversou neste domingo com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse o gabinete de Netanyahu, depois que Israel expandiu as incursões terrestres na guerra em Gaza, agora em sua quarta semana. O comunicado israelense não trouxe mais informações sobre a conversa.

O conselheiro de segurança nacional da Casa Branca, Jake Sullivan, disse também neste domingo, que Israel tem a responsabilidade de proteger as vidas de pessoas inocentes em Gaza. Ele acrescentou que os EUA foram claros sobre essa questão e que Biden reiteraria a posição em uma ligação com Benjamin Netanyahu.

Com o número de mortos na Faixa de Gaza na casa dos milhares e aumentando, a administração do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, tem estado sob crescente pressão para deixar claro que o seu apoio inabalável a Israel não se traduz num endosso geral a tudo o que o seu aliado está fazendo no enclave em retaliação ao ataque de 7 de outubro pelo Hamas.

Numa série de entrevistas veiculadas pela televisão, Sullivan disse que Washington estava fazendo perguntas difíceis a Israel, incluindo sobre questões relacionadas à ajuda humanitária, à distinção entre terroristas e civis inocentes e sobre como Israel está pensando através da sua operação militar.

“O que acreditamos é que a cada hora, a cada dia desta operação militar, as IDF (Forças de Defesa de Israel), o governo israelense deveriam usar todos os meios possíveis à sua disposição para distinguir entre terroristas do Hamas que são alvos militares legítimos e civis que não são”, disse Sullivan à CNN.

*É proibida a reprodução deste conteúdo.

https://ift.tt/tmpBKMJ

Relacionados
BrasilCulturaGeralNotícias

Luísa Sonza apresenta show da turnê "Escândalo Íntimo" no Jardim Canadá

3 Min leitura
Apresentação, que marca os 10 anos da DM Universitária, acontece no dia 10 de agosto, no Star415, e os ingressos já estão…
BrasilCidadesCulturaNotícias

Boca Livre faz estreia nacional da turnê de lançamento de "RASGAMUNDO" em BH

8 Min leitura
O show acontece na capital mineira em 31 de maio (sexta-feira) no Teatro Sesc Palladium   A banda Boca Livre, com uma trajetória musical…
BrasilCulturaGeralNotícias

Serginho Marques celebra 40 Anos de carreira com show especial no Palácio das Artes

3 Min leitura
Apresentação será realizada no dia 26 de maio, domingo, com 12 convidados que se juntaram em prol do anfitrião, diagnosticado há três…
Power your team with InHype
[mc4wp_form id="17"]

Add some text to explain benefits of subscripton on your services.