EconomiaGeral

Modernos na tecnologia e conservadores nos investimentos

2 Min leitura

A geração Z, que corresponde aos nascidos entre 1995 e 2010, é conhecida por ser autodidata e por sempre estar conectada ao mundo virtual, porém esses jovens apresentam dificuldade quando o assunto é investimentos. Segundo uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em parceria com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e também com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), feita com pessoas entre 18 e 24 anos, mostra que apenas um a cada quatro deles guardam dinheiro ou investem pensando na aposentadoria.

Esse dado gera preocupação, como uma geração que tem a facilidade da informação na ponta dos dedos não pensa no futuro financeiro? É nesse momento que se mostra necessário discutir a importância financeira desde o colégio para conscientizar e incentivar o letramento financeiro quanto ao uso do dinheiro, sendo fundamental para se evitar problemas financeiros.  Isso pode ser feito ensinando ao jovem os comportamentos adequados da educação financeira e como ter autocontrole sob a própria renda.

Ainda de acordo com a pesquisa, 19% da geração Z não sabem como fazer planejamento financeiro, mesmo com vários aplicativos grátis para esse fim.  Isto é preocupante, tendo em vista que a economia passa por ciclos de alta e de baixa em sua atividade e quando há aumento de inflação e de desemprego é importante que a pessoa tenha reserva financeira que lhe proteja destas e outras eventualidades como, por exemplo, a chegada da velhice e/ou doenças.

Além de poupar é preciso investir, fazer com que o dinheiro trabalhe em prol de si. Seja por intermédio de investimentos em ações, mercado imobiliário, renda fixa, etc., o que dependerá do quanto a pessoa poderá economizar para as atividades de investimentos, investir vai muito além da caderneta de poupança. Investir passa, necessariamente, pelo conhecimento de vários tipos disponíveis de produtos e ativos financeiros atrelados aos ricos e benefícios de cada um deles em conformidade com o perfil de investidor de cada um e daquilo que melhor lhe atende.

Portanto, cuidar da saúde financeira é dever de todos.  Ela vai zelar pela segurança financeira pessoal e familiar. Sabemos que o tema educação financeira para muitos ainda é desconhecido, mas precisamos torna-lo mais acessível e desmistificar a ideia de que investimento é somente para aqueles que possuem muito dinheiro. Qualquer pessoa pode investir e ter uma vida financeira mais tranquila. Basta conhecer melhor os produtos disponíveis, entender as características e níveis de riscos inerentes a cada um. Assim, é possibilitado ao jovem encontrar um produto que atenda suas necessidades no amplo e consolidado mercado financeiro brasileiro disponível a todos.

Relacionados
BrasilCulturaGeralNotícias

Serginho Marques celebra 40 Anos de carreira com show especial no Palácio das Artes

3 Min leitura
Apresentação será realizada no dia 26 de maio, domingo, com 12 convidados que se juntaram em prol do anfitrião, diagnosticado há três…
BrasilGeralMinas GeraisNotícias

ÚLTIMOS DIAS DO MAIOR PARQUE DE INFLÁVEIS DO MUNDO EM BELO HORIZONTE

3 Min leitura
Temporada mineira do Pula Pula Park está na reta final e atração preparou condições especiais para o público viver essa experiência Quem…
BrasilCidadesCulturaGeralNotíciasVariedades

55ª Expô Barbacena começa nesta quarta-feira com shows de Anderson Freire e Padre Alessandro Campos

5 Min leitura
A tradicional exposição agropecuária acontece de 15 a 19 de maio, no Parque de Exposições Senador Bias Fortes, com programação técnica e…
Power your team with InHype
[mc4wp_form id="17"]

Add some text to explain benefits of subscripton on your services.