Mesmo com poucos minutos em campo, o atacante Riascos foi o grande protagonista da derrota do Cruzeiro para o Fluminense, por 2 a 0, em Edson Passos, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após a partida, o colombiano deixou clara sua insatisfação no Cruzeiro e disparou:

“Para mim não, para mim não está normal. Na verdade não estou feliz com isso que está acontecendo. Acho que tem que procurar uma solução, porque não podem tirar minha felicidade para jogar essa merda aqui”, declarou Riascos, em entrevista exclusiva ao repórter Samuel Venâncio, da Rádio Itatiaia.

A fala do jogador enfureceu a diretoria celeste, que minutos depois anunciou o desligamento imediato de Riascos da Toca da Raposa. “O Riascos, a partir de agora, está fora da delegação do Cruzeiro, passa a ser um problema administrativo e do jurídico. E desde já eu digo aos senhores que o Cruzeiro vai até o final para que ele pague da forma legal prevista, da forma mais dura possível pelo comportamento que ele teve. Nós não vamos admitir em hipótese alguma que qualquer atleta tenha esse tipo de tratamento com a instituição”, disse o diretor de futebol Thiago Scuro. “Riascos está fora e vai ver o lado mais duro da direção do Cruzeiro a partir de agora”, acrescentou o dirigente.

Para Thiago Scuro, o colombiano foi extremamente desrespeitoso com o Cruzeiro. “Foi uma declaração, um posicionamento extremamente infeliz, inaceitável por parte do nosso atleta, o Riascos, ofendendo a instituição, ofendendo a sua história. Não é esse tipo de conduta que podemos esperar de atletas profissionais de futebol, que têm as condições de trabalho que o Cruzeiro oferece. Um clube que cumpre com todos os compromissos, que fez um grande investimento na contratação deste atleta”, disse.